segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Menina de Engenho

Meu pai tem um grupo de teatro. "Ter" pode nao ser o verbo mais adequado, mas ele tem. Eu cresci junto com esse grupo, mas sempre o reneguei. Meu pai também nunca me aproximou dele. Mas poderia ter sido ótimo pro meu potencial criativo. Poderia ter escrio peças, poderia ter feito sites e cartazes. Outro dia eu tirei fotos pra um festival e todo mundo elogiou. Meu pai se sentiu muito orgulhoso. Mas eu acho que o grupo é como um irmao caçula de uma outra mulher, que eu vejo como alguém que roubou o pai de mim.

Minha professora sugeriu fazer o tcc sobre o grupo, talvez um documentário. Mas eu me recuso. Porém talvez seja uma boa ideia no final.

Nenhum comentário: