segunda-feira, 12 de maio de 2014

Esse ano não será a melhor parte da minha vida.

Velho, que agonia escrota esse negócio de morar fora e depois voltar pra casa. Digo assim, agonia de não saber o que me espera. Ou talvez por saber. Universidade sem muita infra-estrutura, cidade violenta com amigos sendo assaltado toda hora, calor, dividir quarto de novo, (piscina yay), nunca mais ler com o Ipad no ônibus, achar um celular menos chamativo.
Também me esperam meus amigos, minha carteira de motorista, meu primeiro emprego de verdade, meus novos projetos, que só deus sabe quais são. Meus pais, com quem sonho frequentemente. A vida vai dar certo, o começo vai ser difícil, mas a gente se acostuma, se adapta fácil.

Nenhum comentário: