sexta-feira, 15 de março de 2013

Porque todos os dias chegam.

Eu não sei por onde começar esse post, talvez pelo dia que eu percebi que meu sorriso não era como o de todo mundo ou quando eu não conseguia abrir o saco de dindim.
Eu lembro de como eu detestava a minha dentista quando eu tinha 11 anos, ela me mandava morder quando não dava mais e eu era só uma criança. Mas meus olhos marejaram quando ela falou que o aparelho não resolveria nada e eu teria mesmo que operar. Foram 6 anos até que eu voltei ao dentista e comecei a encaminhar as coisas de fato pra cirurgia. Era pra ter sido rápido, a qualquer momento. Mas a vida é assim, escolhe o tempo que ela quer afinal.
Amanhã a minha vida vai mudar pra sempre, e eu não sei descrever o que me assusta mais. O desconhecido, os 30 dias sem poder comer, eu não gostar... Eu criei o mínimo possível de expectativas, mas  continua assustador. O meu atual dentista parece meio bobo as vezes e é ele que vai decidir como eu vou ficar no final das contas.


Contudo, não tem como não valer à pena. Tem coisas tão pequenas que fazem falta que só quem sente a falta sabe descrever.
Amanhã é o dia que eu nasço de novo, amanhã é o dia que eu sempre esperei pra acabar com todas as minhas desculpas. E é disso que eu também tenho medo, de no final, eu ter me apegado tanto a minha zona de conforto de quem adia viver, que eu nem vá saber pra onde ir.
Amanhã será hoje e será ontem.

Nenhum comentário: