domingo, 23 de dezembro de 2012

Budapeste

Esse ano eu li tão tão pouco. Vivi poucas vidas, estive em poucos lugares, fantasiei pouco, reescrevi poucas histórias.
Mas esse livro tem valido muito. Gosto dessas leituras triviais, de coisas possíveis, de personagens reais que quase tem cheiro.
Aprendi também coisas novas. Que Budapest é divida ao meio pelo rio. Metade Buda metade Pest. Eu até sabia, mas agora faz mais parte de mim. E que talvez o nome de húngaros tragam o nome da família na frente do nome próprio. Mas isso ainda preciso confirmar.

Ler faz tão bem. Já comecei a fazer mil listas pro ano que vem, listas de tudo, inclusive de livros que eu TENHO que ler.
2013 que já tem gostinho bom.

Nenhum comentário: