terça-feira, 9 de outubro de 2012

De quem a gente mesmo escolheu ser sem querer.

Coloquei meia dúzia de pontos finais em sentimentos confusos. Em uns ainda restam as reticências esperançosas de que a história continue melhor em outro livro.

Enterrei com esse ponto final as tristes histórias de pôr-do-sol que não terminaram com um close nas mãos dadas.

Uns com certezas, outros com fantasias, estão todos descansando em paz.

Nenhum comentário: