segunda-feira, 30 de abril de 2012

Eu-lírico ataca de repente.

Tem uma foto de nós dois, na última noite que fomos felizes, logo a cima da minha cama. Eu posso olhar nos ver sorrindo, cansados, bagunçados, mas contentes. Na era digital tem uma foto de papel com nossos rostos impressos. E sabe para que? Para eu poder rasgá-la na noite do seu aniversário. E colocar cada um de nós nos devidos lugares. Separados. Distantes.